Ministério da Comunicação Social
Sociedade

Ministro João Melo expressa pesar pela morte do jornalista Pedro Fidel

O ministro da Comunicação Social, João Melo, expressou esta segunda-feira, 10, os mais profundos sentimentos de pesar à família do jornalista Pedro Fidel Dielunkunsia Wa Luketo, cujos restos mortais foram sepultados esta terça-feira, 11, no Cemitério do Benfica, em Luanda.

“Nesta hora de dor e luto, endereço, em meu nome pessoal e dos responsáveis e funcionários do Ministério da Comunicação Social, a família enlutada e ao colectivo de trabalhadores da ANGOP os nossos mais sentimentos de pesar”, lê-se na mensagem de condolências.

Na sua publicação no Twitter, João Melo refere que trabalhou com Diel nos anos 80, quando dirigiu a ANGOP, tendo-o considerado um grande jornalista que ajudou a criar a escola daquela agência noticiosa, que agora está a ser reestruturada. 

Pedro Fidel, ou simplesmente Diel, como era mais conhecido, faleceu a 26 de Agosto de 2018, em Kinshasa, capital da República Democrática do Congo (RDC) de doença, aos 73 anos de idade. O corpo chegou a Luanda esta segunda-feira.

O malogrado foi, durante muito tempo, chefe dos departamentos de Coordenação Central, de Redacção Exterior e da Divisão Francesa da Agência Angola Press “ANGOP”, órgão em que ingressou em Maio de 1979.

Nasceu em Maquela do Zombo, província do Uíge, a 29 de Setembro de 1944 e passou à reforma em Março de 2017, após exercer a função de adido de imprensa na Embaixada de Angola na República do Congo.